Quem sou eu

Minha foto
São Carlos, SP, Brazil
Sou alguém que,ao conhecer a fé raciocinada,pôde realmente compreender as vontades de Deus e os ensinamentos do Cristo,embora seja ainda errante,tenho vontade de aprender cada dia mais. "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim." ( Chico Xavier ) Sejam todos bem vindos!!!

domingo, 29 de agosto de 2010

SELINHO


Olá queridos amigos!!!
Hoje venho aqui, para oferecer aos meus amigos queridos,este singelo SELINHO, aceitem é de ♥
A única regra é repassar para 10 amigos,um grande beijo no ♥ de todos vocês,e mais uma vez agradecer pela amizade de todos.

A felicidade não entra em portas trancadas.

A felicidade real começa em fazer a felicidade dos outros.

A felicidade real é uma casa que se constrói por dentro da própria alma.

A fonte do bem é inesgotável.
Tarefa aceita - responsabilidade confirmada.
(Marco Prisco)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

SENTIMENTO A FORÇA DO ESPÍRITO 5/13


Olá, queridos amigos!!!!


Hoje vamos falar sobre o PERDÃO.
Perdoar é reparae as energias danificadas pelo pensamento enfermiço.
Ninguém é capaz de perdoar o outro antes de reparar suas próprias energias.
O perdão é um ato complexo que pede tempo e ação no bem.
O perdão é o sentimento que o Espírito deve compreender para realizá-lo.
Enquanto o Ser for indiferente ao perdão continuará a ofender o seu irmão.
À medida que o Espírito desvencilha-se de seus sentimentos doentes, busca novas conquistas, promovendo a estabilidade no pensamento.
O amor foi a lição maior ensinada por Jesus.
Entre todas, o amor transcende em beleza e grandeza.
Atravéz dele dissolvem-se as vibrações do ódio, provenientes de Espíritos que não compreendem a força do perdão.
Amar os inimigos é o ponto alto das vibrações que renovam a intimidade mental, harmonizando os sentimentos.
Por que perdoar?
O perdão é o mais alto nível da capacidade de amar.
Quando o Espírito entrevê a vida pelos portais da consciência,amplia sua capacidade de perdoar seu irmão.
Não existe perdão sem mudanças de vibrações e de sentimentos.
O perdão é capaz de drenar todas as energias doentes, revitalizando aquelas que o Pai nos ofereceu como bênçãos educativas.
Assim, o perdão alimenta o Espírito, sem a preocupação de olhar a quem ou o quanto perdoa, porque na verdade sabe que o outro em qualquer situação, é seu irmão.
Jesus disse a Pedro, quando o mesmo lhe perguntou:-Quantas vezes perdoarei a meu irmão? Perdoarás não sete vezes,mas setenta vezes sete.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

SENTIMENTO A FORÇA DO ESPÍRITO 4/13



Queridos amigos depois de um tempo desconectada venho hoje trazer para vcs mais um tema sobre O sentimento e a força que causa no Espírito, hoje vamos falar sobre ALEGRIA


ALEGRIA é um conjunto de vibrações que partem dos sentimentos da harmonia e do equilíbrio.

A alegria promove no Espírito a reconstrução do processo vital.

Eala traz as vibrações do amor e elimina os campos sombrios que contaminam o pensamento.

A alegria é uma energia transformadora, tem sobre o conjunto mental uma força que impulsiona o pensamento a articular recursos que desmobilizam as vibrações doentias armazenadas nas células mentais.

O amor é o conjunto da vibrações que a alegria promove na intimidade do ser.

A alegria abre canais para conquistas superiores. Só quem ama compreende o valor da alegria promovida por gestos simples mas rica de significado.

A caridade é a porta que oferece o caminho da alegria para o Espírito.

"Fora da caridade não há salvação".Essa máxima é a consagração do princípio de igualdade diante de Deus e da liberdade de consciência.(Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XV)

Essas rosas vermelhas são para vcs meus amigos que tanto AMO!!!!
Que sua semana seja muito abençoada!!!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

ESPIRITUAL-IDADE PARABÉNS


Amiga, querida, sei que estou atrasada para comemorar mas,como já me espliquei em seu blog, estava sem computador, mas hoje venho mesmo atrasada te dar esse MIMO, um grande bj em seu ♥



Encontrei Você!
Entre cabos, fios, satélites e conexões,
Encontrei você...
Jamais poderia imaginar que sem sair
De casa, amigos eu teria...

Descobri aqui um outro mundo
Um mundo que prescinde de toques
E cheiros, mas que não me impede de
Viver as mesmas emoções de meu
Mundo real...

Amizades sinceras nasceram aqui
E você é uma delas, por quem nutro
Um carinho muito especial

Que possamos por muito tempo desfrutar
Da magia e do encanto deste mundo
fantástico, que é o virtual

Conte sempre comigo, com a minha
Amizade e o meu carinho.

Juntas estaremos sempre, ou até
Que a conexão nos separe!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Bons Livros


Entre a sombra e a Luz
A paisagem moral da vida além da morte.
A preocupação dos Espíritos.
As regiões umbralinas.
Os dramas da obsessão.
A importância da mediunidade.
O significado do tempo.
Os que desencarnam, mas não conseguem desligar-se da existência física.
A renovação íntima.
A força da oração.
A lei da Carma.
Eis alguns dos temas que Paulino Garcia aborda, neste seu livro, sob a tutela espiritual de Odilon Fernandes, irmão José e tantos outros mentores da vida Maior. Obra que, sem dúvida, cumpre com finalidade de informar e de esclarecer acerca da realidade futura de todos os homens.
Espero que gostem, bjs mil no ♥ de todos vocês!!!
Que seu dia seja abençoado, sempre.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

"HÁ MUITAS MORADAS, NA CASA DE MEU PAI"


O Evangelho Segundo o Espiritismo - Há Muitas Moradas Na Casa de Meu Pai - cap. III
1. Não se turbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na Casa de meu Pai. Se assim não fosse, eu vo-lo teria dito; pois vou preparar-vos o lugar. E depois que eu me for, e vos aparelhar o lugar, virei outra vez e tomar-vos-ei para mim, para que lá onde estiver, estejais vós também. (João, XIV:1-3)
Diferentes estados da alma na erraticidade
2. A casa do Pai é o Universo; as diferentes moradas são os mundos que circulam no espaço infinito, e oferecem aos Espíritos desencarnados lugares apropriados à sua evolução. Além da diversidade dos mundos, estas palavras podem também ser interpretadas quanto ao estado feliz ou infeliz do Espírito na erraticidade. De acordo com o estado de maior ou menor pureza e de desapego às atrações materiais, o meio onde se encontra, o aspecto das coisas, as sensações que experimenta, as percepções que possui, tudo isso varia ao infinito. Enquanto uns vivem presos à esfera na qual viveram, outros se elevam e percorrem o espaço e os mundos. Enquanto certos Espíritos culpados vagam nas trevas, os felizes usufruem de uma claridade resplandecente e do sublime espetáculo do infinito. Enfim, enquanto os maus, atormentados de remorsos e desgostos, quase sempre sós, sem consolação, separados dos objetos de sua afeição gemem sob a opressão dos sofrimentos morais, o justo, reunido àqueles que ama, usufrui das doçuras de uma felicidade indescritível. Lá também há, portanto, várias moradas, embora não limitadas nem circunscritas.
Diversas categorias de mundos habitados
3. Dos ensinamentos dados pelos Espíritos, resulta que os diferentes mundos estão em condições muito diferentes uns dos outros, quanto ao grau de adiantamento ou de inferioridade de seus habitantes. Dentre eles, há os que são ainda inferiores à Terra, física e moralmente. Outros estão no mesmo grau, e outros ainda, são mais ou menos superiores em todos os sentidos. Nos mundos inferiores, a existência é totalmente material, as paixões reinam soberanas, a vida moral é quase nula. À medida que esta se desenvolve, a influência da matéria diminui, de tal forma, que nos mundos mais elevados a vida é, por assim dizer, toda espiritual.4. Nos mundos intermediários, há a mistura do bem e do mal, com predominância de um sobre o outro, segundo o grau de adiantamento em que se encontrem. Mesmo não podendo fazer desses diversos mundos uma classificação absoluta, pode-se, ao menos, em razão de seu estado e de seu destino - e com base em seus aspectos mais destacados - dividi-los de uma maneira geral, a saber: mundos primitivos, destinados às primeiras encarnações da alma humana; mundos de provas e de expiações, onde o mal predomina; mundos regeneradores, onde as almas que ainda têm algo a expiar adquirem novas forças, repousando das fadigas da luta; mundos felizes, onde o bem supera o mal; mundos celestes ou divinos, morada dos Espíritos puros, onde o bem reina absoluto. A Terra pertence à categoria dos mundos de provas e expiações, e é por isso que o homem nela é alvo de tantas misérias.5. Os Espíritos encarnados num determinado mundo não estão ligados a ele indefinidamente, e não cumprem nele todas as fases do progresso que devem percorrer, para chegarem à perfeição. Quando eles atingem o grau de evolução necessário, passam para outro mundo mais avançado, e assim sucessivamente, até chegarem ao estado de Espíritos puros. Os mundos são as estações nas quais eles encontram elementos de progresso proporcionais à sua evolução. É para eles uma recompensa passarem a um mundo de grau mais elevado, assim como é um castigo prolongarem sua permanência num mundo infeliz, ou serem relegados a um mundo ainda mais infeliz que aquele que são forçados a deixar, quando se obstinam no mal.
O Céu e o Inferno - cap. III - O Céu (aqui reproduzimoa apenas um trecho o capítulo deve ser lido na íntegra)
Em geral a palavra céu designa o espaço indefinido que circunda a Terra, e mais particularmente a parte que está acima de nosso horizonte. Vem do latim "coelum", formada do grego "coilos", côncavo, porque o céu parece uma imensa concavidade. Os antigos acreditavam na existência de muitos céus superpostos, de matéria sólida e transparente, formando esferas concêntricas e tendo a Terra por centro.Toda as doutrinas criadas para explicar a existência do paraíso partiram da premissa de considerar a Terra como centro do Universo, ao mesmo tempo que fixavam limites para a região dos astros, colocando além desse limite imaginário a morada do Todo Poderoso.Singular anomalia que coloca o autor em todas as coisas, aquele que as governa a todas, nos confins da criação, em vez de no centro, donde seu pensamento poderia, irradiante, abranger tudo.Por toda a parte existe a felicidade, decorrente da categoria em que cada Espírito se coloca pelo seu adiantamento, trazendo cada um consigo mesmo os elementos de sua felicidade, relativamente a todos os progressos e a todos os deveres cumpridos.O céu, portanto, está em toda a parte e nenhum contorno lhe traz limites, sendo os mundos adiantados as últimas estações do seu caminho, que as virtudes franqueiam e os vícios interditam.É por isso que Jesus afirma que "o reino de Deus não está aqui, nem acolá, mas dentro de nós".
O Céu e o Inferno - cap. IV - O Inferno - O inferno Cristão imitado do Inferno Pagão
O inferno pagão, descrito e dramatizado pelos poetas, foi o modelo mais grandioso do gênero e se perpetuou no seio dos cristãos onde, por sua vez, houve poetas e cantores. Comparando-os, encontram-se neles - salvo os nomes e variantes de detalhes - numerosas analogias; ambos têm o fogo material por base de tormentos, como símbolo dos sofrimentos mais atrozes. Mas, coisa singular! Os cristãos exageraram em muitos pontos o inferno dos pagãos.Se os pagãos tinham o tonel das Danaides, a roda de Ixião, o rochedo de Sísifo, têm para todos, sem distinção, as caldeiras ferventes cujos tampos os anjos levantam para ver as contorções dos condenados e Deus, sem piedade, lhes ouve os gemidos por toda a eternidade. Nunca os pagãos descreveram os habitantes dos Campos Elísios deleitando a vista nos suplícios do Tártaro. Os cristãos têm, como os pagãos, o seu rei dos infernos - Satã - com a diferença, porém, de que Plutão se limitava a governar o sombrio império, que lhe coubera em partilha, sem ser mau; retinha em seus domínios os que haviam os homens ao pecado para desfrutar, tripudiar dos seus sofrimentos. Satã, no entanto, recruta vítimas por toda parte e regozija-se ao atormentá-las com uma legião de demônios armados de forcados e revolvê-las no fogo.Já se tem discutido seriamente acerca da natureza desse fogo que queima, mas não consome as vítimas. Tem-se mesmo perguntado se seria um fogo de betume.
O inferno cristão nada pois fica devendo ao inferno pagão.As mesmas considerações, que entre os antigos tinham feito localizar o reino da felicidade, fizeram circunscrever igualmente o lugar dos suplícios. Tendo os homens colocado o primeiro nas regiões superiores era natural que reservassem ao segundo os lugares inferiores, isto é, o centro da Terra, para onde eles acreditavam servirem de entradas certas cavidades sombrias, de aspecto horrível. Os cristãos também colocaram ali, por muito tempo, a habitação dos condenados.A respeito do assunto, frisemos ainda outra analogia: O inferno dos pagãos continha de um lado os Campos Elísios e do outro o Tártaro; o Olimpo, morada dos deuses e dos homens divinizados, ficava nas regiões superiores. Segundo a letra do Envangelho, Jesus desceu aos infernos, isto é aos lugares baixos para deles tirar as almas dos justos que lhe aguardavam a vinda.Os infernos não eram portanto um lugar unicamente de suplício: estavam como para os pagãos, nos "lugares baixos".A morada dos anjos, assim como o Olimpo, era nos "lugares elevados". Colocaram-na para além do céu estelar, que se acreditava limitado.
A mistura de idéias cristãs e pagãs nada tem de surpreendente. Jesus não podia de um só golpe destruir enraizadas crenças, faltando aos homens conhecimentos necessários para conceber a infinidade do Espaço e o número infinito dos mundos; a Terra para eles era o centro do Universo; não lhe conheciam a forma nem a estrutura interna; tudo se limitava ao seu ponto de vista: as noções do futuro não podiam ir além dos seus conhecimentos.Jesus encontrava-se pois na impossibilidade de os iniciar no verdadeiro estado das coisas; mas não querendo, por outro lado, sancionar preconceitos aceitos, com a sua autoridade, absteve-se de os retificar, deixando ao Tempo essa missão. Limitou-se ele a falar vagamente da vida bem-aventurada, dos castigos reservados aos culpados, sem referir-se nunca nos seus ensinos a castigos e suplícios corporais, que constituíram para os cristãos um artigo de fé.Eis aí como as idéias do inferno pagão se perpetuaram até aos nossos dias. Foi preciso a difusão das luzes dos tempos modernos, o desenvolvimento geral da inteligência humana para se lhe fazer justiça.Porém como nada de positivo houvesse substituído as idéias recebidas, ao longo período de uma crença cega sucedeu, transitoriamente, o período de incredulidade a que vem por termo a Nova Revolução. Era preciso demolir para reconstruir, visto como é mais fácil insinuar idéias justas aos que em nada crêem, sentindo que algo lhes falta, do que faze-lo aos que possuem uma idéia robusta, ainda que absurda.Localizados o céu e o inferno, as seitas cristãs foram levadas a não admitir para as almas senão duas situações extremas: a felicidade perfeita e o sofrimento absoluto. O purgatório é apenas uma posição intermediária e passageira, ao sair da qual as almas passam, sem transição, para a mansão dos bem-aventurados.Outra não pode ser a hipótese, dada a crença na sorte definitiva da alma após a morte. Se não há mais do que duas habitações, a dos elementos e a dos condenados, não se podem admitir muitos graus em cada uma sem admitir a possibilidade de se franquearem eles conseqüentemente, o progresso; ora, se há progresso, não há sorte definitiva; se há sorte definitiva, não há progresso. Jesus resolveu a questão quando disse: Há muitas moradas na casa de meu Pai.

IMAGEM:
http://www.google.com.br/images?hl=pt-BR&rlz=1R2ADSA_pt-BRBR370&q=sistemas%20solares&um=1&ie=UTF-8&source=og&sa=N&tab=wi&biw=1003&bih=644

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

PARABÉNS BONDeBLOG


Hoje gostaria de deixar aqui um MIMO, para meu amigo do blog, http://007bondeblog.blogspot.com/ pela comemoração de 100 mil visitantes,e claro pelo seu aniversário também, parabéns amigo, você merece, um grande abraço fraterno em seu ♥


ESTE SELINHO FIZ PARA VOCÊ...

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

SENTIMENTO A FORÇA DO ESPÍRITO 3/13



CIÚME


Posse, medo, propriedade ou sentimento doente?


O ciúme gera grande desconforto no ser. Ele provoca alterações no campo do sentimento, gerando energias doentes que deixam marcas, magoam e acrisolam o outro.


O ciúme é um sentimento doentio, podendo causar danos e anormalidades no comportamento psíquico do ser.O ciúme deixa a mostra a falta de confiança no sentimento do outro.


È uma disfunção que pode levar o espírito a loucura. O ciúme carrega vibrações enfermiças que não foram drenadas, devido à ausencia das energias revitalizadas do pensamento.
O pensamento, neste estado de ciúme, permanece num contexto vibratório viciado, fechando-se para a razão.Esse mecanismo gera uma disfunção difícil no comportamento do ser.
No ciúme, o amor é visto ora como posse, ors de forma obscessiva, não controlando a força da vibração que o pensamento elabora, deixando a vontade enfraquecida para as mudanças necessárias.
O ciúme cega a visão do espírito, tornando-o cada vez mais introspectivo em suas realizações.
Cria um munda a " per si" para que nele viva com suas criações.Vive de si=onhos e fantasias que a mente malsã elabora constantemente.A consciência perde aos poucos sua propriedade interativa com a vontade, promovendo quedas na estrutura mental.
O ciúme vem de um relacionamento difícil, que o espírito vevenciou e armazenou sem compreender e sem buscar, uma solução para os fatos que comprometeram a situação vevenciada.
O ciúme tem componetes de anterioridade, os quais na existência atual voltam a fluir de forma mais intensa. Ele se manifesta desde criança. Não sendo trabalhado, amplia sua capacidade vibratória, atuando no outro de forma doentia. Causa um desconforto muito grande, gera a desconfiança e faz perder aos poucos a alegria e o prazer das interações afetivas.
O ciúme é um sentimento que deve ser compreendido para ser educado. Atraves dele o Espírito conecta-se a outros espíritos, estabelecendo sintonias inadequadas, que causam grande mal estar.

domingo, 15 de agosto de 2010

Ressonância (blogagem coletiva espiritual ecumênica)



Quase ia me esquecendo, de postar sobre a ressonância, então postarei duas vezes hoje,o que é um grande prazer, (risos)...




A Blogagem coletiva, nos fez aproximar de pessoas queridas, conhecer outros blogs,aprender com as mensagens de cada um deles.




E como é bom aprender, não é !?




Só tenho a agradecer, por poder ter feito parte desta blogagem coletiva, mesmo tendo chegado depois.




agradeço, principalmente a minha querida amiga ,orvalho do ceu do blog: http://espiritual-idade.blogspot.com/




Que novas blogagens apareçam para que possamos aprender cada vez mais, beijos no


SAUDADE




Hoje estou aqui sentada;



A tela do PC em minha frente;





Não sei o que postar;





Em minha mente somente me vem lembranças;





Boas, ruins,lembranças...





Me pego a chorar, por sentir saudade de algo que





nem mesmo sei o que é;





Algo que talvez eateja tão longe, mas ao mesmo tempo tão perto.





Sinto o perfume das rosas, as quais considero ,a mais bela das flores;





Pergunto-me, mas que saudade é essa que invade meus sentidos?





Que preenche meu dia, ilumina minha estadia neste plano ?





Então resolvi, postar exatamente o que estou sentindo.



Dany Garcia


Um grande beijo no ♥ de todos vocês meus amigos, que passei a amar no decorrer desses meses, um final de domingo iluminado e uma semana abençoada a todos.


quarta-feira, 11 de agosto de 2010

INDIFERENÇA MORAL


INDIFERENÇA MORAL

No livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, encontramos sábios conselhos, alertas, chamamentos de atenção por parte de Espíritos nobres, que seguramente trabalham em prol do bem e da nossa felicidade.
Um deles escreveu o seguinte:
Cada época é marcada com o cunho da virtude ou do vício que a tem de salvar ou perder. A virtude da vossa geração é a atividade intelectual; seu vicio é a indiferença moral.
Muitos poderão dizer que não acreditam nos Espíritos, e simplesmente ignorar essas palavras.
Mas uma coisa é certa: trata-se de uma grande verdade.
A nossa época é notável pelas conquistas intelectuais, mas lamentavelmente marcada pela indiferença moral.
Quando vemos, nas mídias, de maneira escancarada, a mentira, a corrupção, a hipocrisia, temos que dar razão aos Sábios do espaço, que nos observam atentos.
Pessoas que estão no poder se chafurdam na corrupção e zombam do povo diante das câmeras, numa demonstração vergonhosa de indiferença e desrespeito por aqueles que os colocaram na posição de mando.
Pais observam, passivos, o mau-caráter de filhos tiranos, violentos, que pisam nos sentimentos alheios como quem esmaga um verme infeliz.
Jovens, filhos de pais que fazem as leis ou que deveriam exigir o seu cumprimento, são os primeiros a desdenhá-las, desrespeitá-las, com visível cinismo, como se estivessem acima do bem e do mal.
Mães que maltratam filhos indefesos ou os jogam no lixo, como se fossem dejetos fétidos dos quais desejam se livrar.
Hordas de pessoas que se dizem injustiçadas invadem propriedades alheias com armas em punho, com violência, e com a certeza de contar com a impunidade e a indiferença das autoridades...
Povos inteiros são massacrados, subjugados, quase exterminados, por nada... Apenas para que o mundo veja quem tem mais poder...
São realmente tempos de grande indiferença moral, não há dúvida...
Parece, mesmo, que o mundo vai acabar em corrupção, em conluios, conchavos, interesses mesquinhos de toda ordem...
E isso tudo acontece diante das vistas dos intelectuais do terceiro milênio, daqueles que deveriam e poderiam usar os veículos de comunicação para conter essa “tsuname” moral que tudo arrasta, poderosa...
Diante de uma geração que assiste a tudo em tempo real, graças aos avanços tecnológicos...
E as pessoas de bem se perguntam, desoladas: “Que mundo é esse? Que tipo de pessoas está com as rédeas do planeta nas mãos?”
Não se pode negar, todavia, que muitas estão indignadas, mas, lamentavelmente, a nossa indignação não sai do conforto do sofá, na sala aconchegante, de dentro da segurança de nossos lares.
São tempos de indiferença moral, de passividade, de insensibilidade generalizada, certamente.
No entanto, devemos convir que se todos quiséssemos, poderíamos “emparedar” e retirar de cena os malfeitores, em pouco tempo.
Isso sim valeria a pena. Mas a maioria prefere pagar para opinar nos shows de faz-de-conta, como se isso lhes garantisse alguma vantagem real.
...E assim vamos vivendo, de ilusão em ilusão...
E a indiferença vai se alastrando, destruindo, entorpecendo, infelicitando, aniquilando a esperança...
Se você é uma dessas pessoas que está indignada com a situação, faça alguma coisa. Aja de alguma forma. Escreva. Fale. Manifeste-se. Cobre atitudes dos governantes. Mas faça isso com serenidade e bom senso, sem violência.
Considere que toda atitude violenta não faz sentido, quando o que se pretende é justamente o contrário.
Pense nisso, e não fique só na indignação.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no cap.IX, item 8, de O Evangelho Segundo o Espiritismo, ed. FEB.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

SENTIMENTO A FORÇA DO ESPÍRITO 2/13


Sentimento a força do espírito

Já falamos sobre o ORGULHO

Hoje vamos falar sobre a OCIOSIDADE
A paralisia mental causa a fixação do pensamento,aprisionando o Espírito no tempo e no espaço.Congela a oportunidadde de progresso obstruindo os canais espirituais para um entendimento,que lhe poderia proporcionar mudanças.As fixações mentais promovem as repetições de pensamentos,levando o ser a repetir e estagnar ações.
O sentimento acrisolado na consciência define o padrão de vida do Espírito ocioso. Nesse caso percebe-se a própria falta de identidade espiritual.
Os pontos de fixação mental causam ao espírito grandes danos, não lhe permitindo caminhar na progressividade do pensamento ligado a Jejus.O bem é o trabalho que deve atender e alcançar a todos, mas nem sempre isso acontece.Quando um espírito se fixa em quadros deliberados pela consciência doente, há uma estagnação do pensamento,o que gera uma distância entre a consciência e a vontade.
A personalidade fica estática, magnetizada pelo fluxo mental que retrai toda a estrutura mental expressão, criando uma vibração circular.Esta, ativa os painéis descompassados da vontade enfraquecida ou rntorpecida pelos sentimentos em desalinho e não deixa a razão participar do trabalho de mudança.
Na vida há inumeros contrastes e Jesus nos demonstrou o valor do trabalho para motivação e evolução das idéias.
"O trabalhador da última hora tem o direito ao salário, mas é preciso que sua vontade tenha estado á disposição do senhor que devia empregá-lo, e que esse atraso não seja fruto da preguiça ou da má vontade"(Evangelho segundo o espiritismo, cap.XX)
Allan Kardec no livro dos Espíritos na pergunta 674 esclarece sobre a importância do trabalho:
"-A nescessidade do trabalho é uma lei da natureza?
R: O trabalho é uma lei natural, por isso mesmo é uma nescessidade. A civilização obriga o homem a trabalhar mais, porque aumenta suas nescessidades e seus prazeres."




Imagem: http://images.google.com.br

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

ADESÃO A BLOGAGEM COLETIVA



Ressonância

O momento atual conclama a atenção de todos para a ca minhada evolutiva.A humanidade passa por um estágio que pede constantes aplicações do conhecimento para as tomadas de decisões.

A espiritualidade vem dedicando uma atenção especial ao projeto do entendimento do espírito.

O conhecimento mesclado aos sentimentos mais sublimes coordena o pensamento dos espíritos gerando conflitos, pedindo postura em relação a vida.

Este é um convite à reflexão para o momento, parar, questionar e analisar, como estão sendo aplicados o conhecimento e o amor.

O amor é a culminância das vibrações.Gerando no espírito uma energia capaz de promover alteração em todo o contexto perispiritual.

A vida é uma construção e a meta a ser alcançada pede mudanças expressivas no comportamento do ser. Motivar o pensamento na busca de novos valores.

Sua participação no bem é uma atividade progressista.O bem tem Ressonância na estrutura íntima do espírito.

Quero agradecer de todo o meu ♥, pela oportunidade que nossa amiga orvalho do ceu do blog: http://espiritual-idade.blogspot.com/ ,nos deu de estarmos podendo passar e aprender um pouco mais sobre os ensinamentos de Jesus, amananso a toda BOGAGEM COLETIVA o amor em diferentes temas.

Agardeço a Deus cada dia, pelas amizades fraternas que tenho conseguido aqui neste cantinho, confesso que não imaginava que seria assim.

Que Deus nosso Pai Celestial, juntamente com Jesus nosso irmão maior e governador da Terra, nos abençõe a todos sempre.

Que assim seja!!!!!

MIMO


Hoje venho aqui para agradecer este mimo,oferecido pela minha amiga querida orvalho do ceu do blog espiritual-idade http://espiritual-idade.blogspot.com


Lembremo-nos de que o homem interior se renova sempre. A luta enriquece-o de experiência, a dor aprimora-lhe as emoções e o sacrifício tempera-lhe o caráter. O Espírito encarnado sofre constantes transformações por fora, a fim de acrisolar-se e engrandecer-se por dentro.

Chico Xavier

Que Deus te abençõe sempre!!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

CORRENTE DE AMOR


Queridos amigos , hoje venho aqui, para pedir a colaboração de vocês, nesta corrente de AMOR.
Esta minha amiga,que tem sua foto postada ao lado está passando por problemas de saúde graves,está acometida por câncer,está internada na Santa Casa de Misericórdia de São Carlos, na UTI , peço a todos vocês que me ajudem a orar,ela tem 20 anos seu nome é Franciane



Meu Deus, são impenetráveis os vossos desígnios, e na vossa sabedoria enviastes a Franciane uma enfermidade. Voltai para ele, eu vos suplico, um olhar de compaixão, e dignai-vos por um termo aos seus sofrimentos! Bons Espíritos, vós que sois os ministros do Todo-Poderoso, secundai, eu vos peço, o meu desejo de aliviá-lo. Dirigi o meu pensamento, a fim de que possa derramar-se sobre o seu corpo como um bálsamo salutar, e sobre a sua alma como uma consolação. Inspirai-lhe a paciência e a submissão à vontade de Deus; e dai-lhe a força de suportar as suas dores com resignação cristã, para não perder os resultados desta prova por que está passando.
Que assim seja!!


Que Deus nosso pai e Jesus nosso irmão maior, nos abençõe a todos!!!
Obrigada queridos amigos desde já...
Dany

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

ADESÃO A BLOGAGEM COLETIVA



BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL

È com imenso prazer, que participo mais uma vez desta Blogagem Coletiva.
Gostaria de agradecer a minha querida amiga orvalho do ceu do blog http://espiritual-idade.blogspot.com/ que nos deu essa oportunidade maravilhosa de podermos falar sobre a espiritualidade.




"Tudo é permitido, mas nem tudo convém; tudo é permitido,



mas nem tudo edifica."
(Paulo, Primeira epístola aos Coríntios, 10:23)

"Crer não é o bastante, nos dias de hoje quer-se saber. Nenhuma concepção filosófica ou moral terá chance de sucesso se não estiver apoiada sobre uma demonstração lógica, matemática e positiva da fé e se, por outro lado, não estiver coroada por uma sanção que satisfaça a todos os nossos instintos de justiça". (Léon Denis, O Problema do Ser e do Destino.)
Related Posts with Thumbnails